Pom Poko, a banda que você tem que prestar atenção.

Bons ventos sopram da Noruega. É o quarteto indie Pom Poko (nome “emprestado” da animação japonesa de 1994 dirigida pelo mestre Isao Takahata), que surgiu no final do ano passado e está conquistando espaço considerável na cena alternativa da europa.

Formado por Martin Miguel Almagro Tonelada, Ola Djupvik, Jonas Krøvel e Ragnhild Fangel Jamtveit, eles tem somente três faixas lançadas, sendo que a terceira, “It’s a Trap”, acabou virando primeiro single e foi lançada em janeiro passado com direito a vídeo (abaixo) animado pelo irmão da vocalista. Com rifs de guitarra desconstruídos e a voz de Jamtveit – que é uma mistura de Tanya Donelly do Belly com Cerys Matthews do Catatonia – é um indie/pop gostoso e viciante.

Agora eles remasterizaram “Jazz Baby”, que fazia parte de uma antiga demo e vão soltar como próximo single. Quase um shoegaze, com guitarras arranhadas, e clima pós punk, mostra que a banda pode experimentar tudo e permanecer interessante.

“‘Jazz Baby’ é sobre uma pessoa muito insistente que diz que ‘mesmo que algumas pessoas agem como se te odiassem, elas realmente te amam’. Então você provavelmente pode dizer que Jazz Baby é uma pessoa que não tem muita percepção social, mas tem bom coração…e você pode dizer a si mesmo “Eu sou um “freakin Jazz Baby” e eu sou incrível não importa o quê!” diz Ragnhild.

Os primeiros shows do Pom Poko na Inglaterra acontecem nas próximas semanas. Fique de olho.

 

 

funkytown

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s